* FRETE GRÁTIS A PARTIR DE R$ 250 *

  • 0 Items - R$0.00
    • Sem produtos no carrinho.

Manuel Antônio de Almeida

"Há uma coisa ainda pior do que um inimigo, e é um mau amigo."

Nascido no Rio de Janeiro em 1830, Manuel Antônio de Almeida foi jornalista, cronista, romancista e crítico literário. Em 1848 ingressou na faculdade de Medicina, onde se formou, mas nunca chegou a seguir profissão — optou pelo caminho do jornalismo, ingressando como redator no Correio Mercantil, onde escrevia um suplemento literário. Foi nesse mesmo jornal onde, sob forma de folhetins, seu primeiro e único romance, Memórias de um sargento de milícias, ganhou vida. Teve uma existência fugaz: aos trinta anos transforma-se em uma das vítimas do trágico naufrágio do vapor Hermes, no Litoral Fluminense.

Livros do Autor

Memórias de um sargento de milícias

R$104.90

Quando o Brasil ainda estava sob as barbas do Império, nascia, numa esquina qualquer do Rio de Janeiro, uma figura incendiária: o malandro.

Eram os anos de 1852 quando começou a surgir em folhetins, com uma escrita curta e envolvente, Memórias de um sargento de milícias: a obra que marcou a literatura brasileira e se firmou como um dos grandes símbolos do antimoralismo do país. Nela, acompanhamos a trajetória de Leonardo, desde sua infância cheia de travessuras até se tornar sargento de milícias, forças auxiliares do exército da época.