George Orwell

"Em uma época de falsidade, dizer a verdade é um ato revolucionário."

George Orwell nasceu em 1903, sob o nome de Eric Arthur Blair, na Índia, onde seu pai trabalhava para o governo britânico. Depois de retornar para a Inglaterra e estudar como bolsista em Eton, uma das escolas mais tradicionais do país, Orwell decidiu trabalhar na Polícia Imperial, atuando na Birmânia. Ali, começou a analisar com viés mais crítico a experiência do colonialismo. Após um período de licença médica, optou por voltar à Inglaterra e finalmente se dedicar à carreira de escritor. Neste momento assumiu o pseudônimo e escreveu livros e artigos políticos, o que incluiu dividir experiências que viveu na pele ao lado da população mais explorada do sistema na Inglaterra, na França, e na Guerra Civil Espanhola. Trabalhando por um longo tempo como jornalista, escritor e ativista político, escreveu na última década de sua vida seus dois livros mais famosos, dois dos bestsellers mundiais até os tempos de hoje, A revolução dos bichos e 1984. Orwell faleceu em 21 de janeiro de 1950, padecendo de tuberculose e problemas respiratórios.

Livros do Autor

1984

R$79.90

Publicado originalmente em 1949, este clássico de George Orwell é uma obra fundamental sobre opressão e totalitarismo e possibilita inúmeros paralelos com o momento que vivemos, 70 anos depois. A nossa edição, além de contar com tradução de Antônio Xerxenesky, ilustrações de Rafael Coutinho e apresentação de Gregório Duvivier, também traz textos extras de Luiz Eduardo Soares, especialista em segurança pública, Débora Reis Tavares, estudiosa de Orwell, Ignácio Loyola Brandão, um dos principais autores contemporâneos e membro da Academia Brasileira de Letras e do jornalista Eduardo Bueno, criador do canal Buenas Ideias no Youtube.

A Revolução dos Bichos

R$69.90

Um dos maiores e mais controversos clássicos da literatura mundial, agora em edição ilustrada pela artista Talita Hoffmann e nova tradução de Rogerio Galindo. Também traz o prefácio que o próprio Orwell escreveu à edição ucraniana de 1947, comentando a instrumentalização de sua obra como panfleto anticomunista, um ensaio do jornalista e escritor Xico Sá como apresentação, e posfácios do especialista em Revolução Russa, Daniel Aarão Reis, que se aprofunda no contexto histórico da obra, e do tradutor Rogerio Galindo, que traça um panorama da vida e obra de Orwell.