* FRETE GRÁTIS A PARTIR DE R$ 250 *

COMPARTILHAR:
  • 0 Items - R$0.00
    • Sem produtos no carrinho.
atf_1web_Blog_1ClassicosGregos

Livros sobre a mitologia grega, como a série Percy Jackson de Rick Riordan e A canção de Aquiles de Madeline Miller, são bastante amados e populares. E como muitos textos da literatura grega são considerados fundadores da literatura ocidental, é possível encontrar referências e menções a eles em várias outras obras clássicas.

Em 1917, Franz Kafka escreveu o conto O silêncio das sereias sobre Odisseu, o herói da Odisseia de Homero.

Imagem de Odisseu, amarrado ao mastro de seu navio, cercado de sirenas.
Na Odisseia, o herói Odisseu é amarrado ao mastro de seu navio para conseguir escutar o canto das sereias sem que elas o atraiam para a morte.

Anos mais tarde, a escritora brasileira Elvira Vigna se inspirou no conto de Kafka e escreveu um texto de mesmo nome.

A obra-prima de Mary Shelley, Frankenstein, tem O Prometeu Moderno como subtítulo. Na mitologia grega, Prometeu é um titã que ousou desafiar os deuses e oferecer o poder do fogo aos humanos. Como punição, ele foi amarrado a uma rocha e passa a eternidade tendo seu fígado devorado por uma águia. 

Ilustração de Iuri Casaes para a edição de Frankenstein da Antofágica.

Para o seu ensaio sobre o absurdo e questões filosóficas e existenciais, o escritor Albert Camus escolheu o título O mito de Sísifo, fazendo referência à história do homem que foi condenado pelos deuses a empurrar todos os dias uma enorme pedra até o alto de uma montanha, só para vê-la rolar até o chão novamente.

O bardo William Shakespeare fez constantes referências à mitologia grega em suas peças, como no caso de Sonho de uma noite de verão, que faz alusão ao mito de Teseu e o Minotauro, mas também a peça Tróilo e Créssida, que se passa na Guerra de Troia durante os acontecimentos da Ilíada.

Em Drácula, de Bram Stoker também há uma referência à Odisseia. No capítulo 4, enquanto Jonathan ainda se encontra hospedado na residência do vampiro, o conde diz “Vocês têm um dito ao qual sou muito afeiçoado, […] ‘Acolhe os que estão de chegada; apressa os que estão de partida’.”, que é um trecho do poema.

Ilustração de Juliana Bernardino para a edição de Drácula da Antofágica.

Inspirado pela viagem de volta para casa de Odisseu, o escritor irlandês James Joyce escreveu a obra Ulysses, na qual o protagonista Leopold Bloom precisa superar obstáculos e tentações para retornar para junto de sua esposa.

O filme Minha Bela Dama, estrelado por Audrey Hepburn, foi inspirado na peça Pigmalião, de George Bernard Shaw, que por sua vez é inspirada no mito grego de um escultor que se apaixonou por Galatéia, uma estátua que ele mesmo esculpiu. Este mesmo mito inspirou a releitura Galateia, de Madeline Miller.

Apesar de ser mais conhecido pelas Crônicas de Nárnia, C.S. Lewis tem uma obra extensa. Uma delas é a releitura Até que tenhamos rostos, que reconta o mito do deus imortal Cupido e Psique, uma humana que captura a sua atenção. 

COMPARTILHAR:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *