ATF_13Blog_1ContoXNovela

Oi, pessoal! Aqui é o Roberto Jannarelli, do editorial da Antofágica. Percebemos que vira e mexe os leitores nos escrevem com uma dúvida muito comum: qual é a diferença entre o conto e a novela? Tem um motivo para essa pergunta ser tão recorrente.

A verdade é que as diferenças entre um e outro são sutis, e, em muitos casos, não se tem uma resposta concreta. Mas alguns aspectos podem ser levados em consideração para diferenciar os dois. Aqui vão eles:

A forma
Conto e novela são formas breves de ficção, isto é, ambos se diferenciam do romance, que por sua vez é uma forma mais extensa de narrativa em prosa. O conto é a forma mais breve, enquanto a novela fica no meio termo entre o conto e o romance. Parece simples, mas na verdade não existe um tamanho exato de páginas ou caracteres no qual o texto deixa de ser conto e se torna uma novela.

Personagens e o desenvolvimento
O conto, por ser mais curto, tende a ter um número menor de personagens, e estes não são tão desenvolvidos pelo narrador. Na maioria das vezes, não sabemos tantos detalhes do passado, família, enfim, o leitor não tem muito acesso às experiências dos personagens. Já a novela tem espaço para um maior número de personagens, os quais são mais desenvolvidos na história.

Enredo
O conto é mais direto e por isso tem enredos mais simples, enxutos, enquanto a novela, em teoria, tem mais preâmbulos, divagações e reflexões. A história em si tende a ser mais simples no conto, mas isso é relativo. Em O nariz, por exemplo, o enredo parece simples. Um personagem acorda sem nariz e o segue pela cidade, em busca de retomá-lo ao rosto. Mas, por outro lado, será que podemos mesmo dizer que esta é uma história simples? Quantas outras narrativas conhecemos com esse enredo?

Espaço e linha temporal
O raciocínio é o mesmo aqui: o conto se passa em menos espaços físicos e tem uma linha temporal menor. Já falamos de O nariz, que acontece em dois dias da rotina do personagem. O clássico conto Missa do galo, de Machado de Assis se passa em uma sala, em um curto período de tempo entre o jantar e a missa natalina. Já em O médico e o monstro, a história se passa em um período maior e os personagens vagam por diversos espaços.

A grande questão: o conflito
O conflito, ou drama, é o ponto que os manuais mais utilizam para destacar o conto. Por ser mais breve, o conto teria espaço para apenas um conflito, enquanto o romance apresenta vários. A novela, gênero intermediário, não tem tantos conflitos quanto o romance, mas pode apresentar mais de um, em oposição ao conto.

Resumindo:
A diferença entre conto e novela aparece na extensão do texto (embora esse limite não seja claro), número de personagens e seu desenvolvimento, complexidade do enredo, linha temporal, espaço da narrativa e na quantidade de conflitos no texto. No entanto, é importante que a gente entenda que a arte como um todo não deve respeitar regras e manuais, então não se espantem se houver divergência na classificação de um texto entre uma fonte e outra, ou mesmo entre a sua opinião e a de algum amigo. Afinal de contas, a literatura é mesmo muito melhor em apresentar grandes questões do que em respondê-las.

E aí, ficou alguma dúvida? Fique à vontade para deixar aqui nos comentários ou nos encaminhar por e-mail: [email protected]. Quem sabe a sua questão não vem parar aqui no nosso blog?

Abraços e até a próxima!

COMPARTILHAR:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *